Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

  • MAIS BUSCADOS:




LIFESTYLE$type=grid$count=3$show=home

São Paulo Notícias | As Últimas Notícias do Brasil e do Mundo$type=three$count=3$show=home

ECONOMIA$type=three$count=3$show=home

CULTURA-LAZER$type=three$count=3$show=home

$type=three$count=3$show=home

ESPORTES$type=three$count=3$show=home

Puxados pelo PDT de Ciro Gomes, 21 deputados mudaram voto na PEC dos Precatórios

Na madrugada desta quinta-feira (4), porém, a PEC foi aprovada em primeiro turno por 312 votos, ou seja, apenas 4 a mais do que precisava

 


(FOLHAPRESS) - O mapa da apertadíssima aprovação em primeiro turno da PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Precatórios mostra que 21 deputados mudaram o voto contrário à medida e passaram a apoiar a proposta do governo, com destaque para o oposicionista PDT.


Na semana passada, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), havia feito um teste em plenário e a PEC havia tido o apoio de apenas 256 parlamentares -52 a menos que o mínimo necessário para aprovação de uma emenda à Constituição, que é 308.


Na madrugada desta quinta-feira (4), porém, a PEC foi aprovada em primeiro turno por 312 votos, ou seja, apenas 4 a mais do que precisava.


Da semana passada houve uma forte pressão do governo e de Lira sobre deputados dissidentes, em negociações que tiveram como principal mote as bilionárias verbas das emendas orçamentárias, cuja liberação passa pelo crivo do presidente da Câmara.


Com isso, 81 parlamentares de diversos partidos que na semana passada haviam ou se ausentado ou votado contra a PEC, dessa vez cravaram apoio à medida na madrugada desta quinta (4). As baixas contra o governo -ou seja, de deputados que apoiaram o texto na semana passada e nesta quinta (4) ou não apareceram ou votaram contra- ficou em número bem menor, 19.


A proposta aprovada em primeiro turno libera R$ 90 bilhões para Jair Bolsonaro gastar em ano eleitoral e é a principal alavanca para o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família.


Do contingente de parlamentares que mudaram de posição no espaço de uma semana e passaram a apoiar a proposta do governo, os maiores destaques ficaram para o oposicionista PDT e para o PL, que ao lado do PP lidera o centrão, o bloco de apoio a Jair Bolsonaro na Câmara.


O partido de Ciro Gomes deu 10 novos votos a favor da PEC, o que inclui oito deputados que trocaram o voto. Eram contra na semana passada e, nesta, passaram a ser a favor.


Ciro afirmou ter suspendido sua candidatura a presidente da República após a ação da sua bancada na Câmara.


"Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios. A mim só me resta um caminho : deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição", escreveu em suas redes sociais.


Na tarde desta quinta-feira (4), Lira saiu em defesa dos pedetistas e criticou o ex-ministro da Fazenda.


"Nos acusam de fazer uma PEC eleitoral. Eu acho que eleitoral são determinadas posições que são descabidas", disse. "Nós respeitamos todos os posicionamentos políticos que possam vir, mas eu acho que o PDT tem tranquilidade e terá a temperança de deixar a poeira baixar neste final de semana, e seus líderes explicarão para quem quiser, puder, e se predispor a ouvir", ressaltou.


Apesar da controvérsia gerada, Lira avalia que não haverá baixas no apoio de membros do partido à PEC. "Não acredito em mudanças partidárias bruscas. Todos os assuntos da PEC são claros, são evidentes."


Há ainda pendente de votação na Câmara os destaques ao texto-base e a votação em segundo turno. Caso essas etapas sejam cumpridas, a PEC segue para votação no Senado.


A posição da bancada do PDT entrou em choque inclusive com a direção do partido. O presidente da sigla, Carlos Lupi, escreveu em suas redes sociais que entrará com ação no STF contra a manobra de Lira para que parlamentares em viagem votassem remotamente na PEC dos Precatórios.


Comandada por Lira, a Mesa da Câmara editou ainda horas antes da votação um ato para autorizar que parlamentares em missão oficial votassem a distância, sem necessidade de registrar a presença pessoalmente no plenário. A presidência da Câmara não havia informado até a manhã desta quinta (4) quais parlamentares estavam em missão oficial e votaram sem registrar a presença pessoalmente.


Um dos que mudaram o voto e aderiram à PEC foi o líder da bancada, Wolney Queiroz (PDT-PE). A Folha não conseguiu falar com o parlamentar na manhã desta quinta. Na entrevista concedida na Câmara, Lira elogiou Queiroz e o deputado André Figueiredo (CE) e chamou ambos de "dois homens sérios, comprometidos".


Outro grande partido que mudou consideravelmente de posição em relação à semana passada foi o PL de Valdemar Costa Neto.


Na votação tese, a sigla havia rachado e tinha registrado inúmeras ausências. Nesta quinta (4), 17 deputados que estavam ausentes votaram a favor da PEC. Nos bastidores, parlamentares do PL reclamavam na semana passada do ritmo da liberação de emendas parlamentares para a sigla.


Outros partidos que também registraram movimentação pró-governo relevante de uma semana pra outra foram Republicanos (8), DEM (7), PSDB (6) e PP (6).


A bancada do Republicanos teve reunião a porta fechadas na Câmara com integrantes da equipe econômica de Paulo Guedes, pouco antes da votação.


Por outro lado, o MDB, que orientou contra o texto, foi criticado pelo presidente da Câmara. "O MDB por certo tem que estar com algum problema, e aí cabe perguntar ao líder e à bancada qual é o problema que o MDB votou contra o IR, votou contra o ICMS, votou contra Eletrobras, votou contra os Correios, e agora se posicionou contra a PEC", disse. "Então alguma coisa acontece quando algumas pessoas voltam ao plenário e começam a conversar dentro da bancada do MDB."

*

DEPUTADOS QUE VOTARAM A FAVOR DA PEC E QUE ANTES HAVIAM SE AUSENTADO OU VOTADO CONTRADEPUTADO - COMO HAVIA VOTADO ANTES


Carmen Zanotto (Cidadania-SC) - Contra a PEC

Bilac Pinto (DEM-MG) - Ausente

David Soares (DEM-SP) - Ausente

Elmar Nascimento (DEM-BA) - Ausente

Igor Kannário (DEM-BA) - Ausente

Juscelino Filho (DEM-MA) - Ausente

Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) - Contra a PEC

Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) - Ausente

Daniela do Waguinho (MDB-RJ) - Contra a PEC

Gutemberg Reis (MDB-RJ) - Ausente

Hercílio Coelho Diniz (MDB-MG) - Ausente

Newton Cardoso Jr (MDB-MG) - Contra a PEC

Vinicius Farah (MDB-RJ) - Estava fora do exercício do mandato

Alcides Rodrigues (PATRIOTA-GO) - Ausente

Marreca Filho (PATRIOTA-MA) - Ausente

Afonso Motta (PDT-RS) - Ausente

André Figueiredo (PDT-CE) - Contra a PEC

Fábio Henrique (PDT-SE) - Ausente

Flávia Morais (PDT-GO) - Contra a PEC

Leônidas Cristino (PDT-CE) - Contra a PEC

Mário Heringer (PDT-MG) - Contra a PEC

Robério Monteiro (PDT-CE) - Contra a PEC

Silvia Cristina (PDT-RO) - Contra a PEC

Subtenente Gonzaga (PDT-MG) - Contra a PEC

Wolney Queiroz (PDT-PE) - Contra a PEC

Abílio Santana (PL-BA) - Ausente

Aelton Freitas (PL-MG) - Ausente

Altineu Côrtes (PL-RJ) - Ausente

Dr. Jaziel (PL-CE) - Ausente

Edio Lopes (PL-RR) - Ausente

Giacobo (PL-PR) - Ausente

Giovani Cherini (PL-RS) - Ausente

Junior Lourenço (PL-MA) - Ausente

Júnior Mano (PL-CE) - Ausente

Laerte Bessa (PL-DF) - Ausente

Luiz Nishimori (PL-PR) - Ausente

Magda Mofatto (PL-GO) - Ausente

Pr. Marco Feliciano (PL-SP) - Ausente

Paulo Freire Costa (PL-SP) - Ausente

Sergio Toledo (PL-AL) - Contra a PEC

Wellington Roberto (PL-PB) - Ausente

José Nelto (PODEMOS-GO) - Ausente

Josivaldo JP (PODEMOS-MA) - Contra a PEC

Eduardo da Fonte (PP-PE) - Ausente

Fausto Pinato (PP-SP) - Ausente

Guilherme Mussi (PP-SP) - Ausente

Hiran Gonçalves (PP-RR) - Ausente

Pinheirinho (PP-MG) - Ausente

Ricardo Izar (PP-SP) - Ausente

Capitão Wagner (PROS-CE) - Ausente

Eros Biondini (PROS-MG) - Contra a PEC

Aliel Machado (PSB-PR) - Ausente

Jefferson Campos (PSB-SP) - Contra a PEC

Júlio Delgado (PSB-MG) - Contra a PEC

Gilberto Nascimento (PSC-SP) - Ausente

Osires Damaso (PSC-TO) - Ausente

Ricardo da Karol (PSC-RJ) - Ausente

Stefano Aguiar (PSD-MG) - Ausente

Daniel Trzeciak (PSDB-RS) - Contra a PEC

Eduardo Barbosa (PSDB-MG) - Ausente

Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) - Ausente

Rose Modesto (PSDB-MS) - Ausente

Rossoni (PSDB-PR) - Ausente

Shéridan (PSDB-RR) - Ausente

Charlles Evangelista (PSL-MG) - Ausente

Coronel Tadeu (PSL-SP) - Ausente

Nicoletti (PSL-RR) - Ausente

Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT) - Contra a PEC

Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA) - Contra a PEC

Aline Gurgel (REPUBLICANOS-AP) - Ausente

Capitão Alberto Neto (REPUBLICANOS-AM) - Ausente

Celso Russomanno (REPUBLICANOS-SP) - Ausente

Severino Pessoa (REPUBLICANOS-AL) - Contra a PEC

Silas Câmara (REPUBLICANOS-AM) - Ausente

Silvio Costa Filho (REPUBLICANOS-PE) - Ausente

Vavá Martins (REPUBLICANOS-PA) - Ausente

Vinicius Carvalho (REPUBLICANOS-SP) - Ausente

Eli Borges (SOLIDARIEDADE-TO) - Ausente

Lucas Vergilio (SOLIDARIEDADE-GO) - Ausente

Paulo Pereira da Silva (SOLIDARIEDADE-SP) - Ausente

Zé Silva (SOLIDARIEDADE-MG) - Ausente

Comentários

Nome

Brasil,24,CPI DA COVID-19,5,CULTURA-LAZER,3,ECONOMIA,39,ELEIÇÕES,5,esportes,24,EXCLUSIVO,15,FAMOSOS,21,JUSTIÇA,30,LIFESTYLE,9,MUNDO,24,política,64,Rede Metrópole FM,2,São Paulo Notícias,40,SAÚDE,15,TECH,3,
ltr
item
São Paulo Notícias Site Oficial | As Últimas Notícias do Brasil e do Mundo: Puxados pelo PDT de Ciro Gomes, 21 deputados mudaram voto na PEC dos Precatórios
Puxados pelo PDT de Ciro Gomes, 21 deputados mudaram voto na PEC dos Precatórios
Na madrugada desta quinta-feira (4), porém, a PEC foi aprovada em primeiro turno por 312 votos, ou seja, apenas 4 a mais do que precisava
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEgDCicyznvZylp0PY5hJv47dwZogFzcg-sVXq-DpAvJNviwfGkDs7to--s85d4m4lwPD5aLX01LIwz5Ky4vsH8IIQ5OMP-ZH9LCnI31VOp-H7-hk2O2M1c_yrzQBN8MjMl4uAfjiLfqaiZczFjU2n-dOywhPQNzpokN1YZKx6WGVqE12esK29vOurd6=w400-h225
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEgDCicyznvZylp0PY5hJv47dwZogFzcg-sVXq-DpAvJNviwfGkDs7to--s85d4m4lwPD5aLX01LIwz5Ky4vsH8IIQ5OMP-ZH9LCnI31VOp-H7-hk2O2M1c_yrzQBN8MjMl4uAfjiLfqaiZczFjU2n-dOywhPQNzpokN1YZKx6WGVqE12esK29vOurd6=s72-w400-c-h225
São Paulo Notícias Site Oficial | As Últimas Notícias do Brasil e do Mundo
https://www.saopaulonoticias.com/2021/11/puxados-pelo-pdt-de-ciro-gomes-21.html
https://www.saopaulonoticias.com/
https://www.saopaulonoticias.com/
https://www.saopaulonoticias.com/2021/11/puxados-pelo-pdt-de-ciro-gomes-21.html
true
262485415883466682
UTF-8
Carregar todas as matérias Nenhum resultado encontrado. Ver mais Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início Páginas Matérias Ver todas Veja também Tópico Arquivo Buscar Todas as matérias Nenhum resultado encontrado para sua busca Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo Há 1 minuto Há $$1$$ minutos Há 1 hora Há $$1$$ horas Ontem Há $$1$$ dias Há $$1$$ semanas Há mais de 5 semanas Seguidores Siga ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar